Consumo mundial: crescimento confirmado!

Baseado em 28 países produtores e 114 mercados de consumo, este estudo sempre fiável e muito aguardado mostra uma dinâmica que não desilude. É isso que se retira da última edição que foi confiada, como é hábito, pelos organizadores do salão Vinexpo ao célebre gabinete IWSR (International Wine and Spirit Research).

A Ásia está em primeiro plano com um consumo de quase 3 mil e 500 milhões de garrafas em 2013, devendo atingir os 4 mil milhões em 2017. Isso representa um aumento superior a 20% nesse período, contra +9,05% no continente americano e -0,14% na Europa.

Em termos de consumo mundial, o período de 2008-2012 assistiu a um crescimento de 3,23% em volume. 2013-2017 deverá trazer um ligeiro aumento com +4,97%. As grandes tendências continuam as mesmas:

  • A China é o principal consumidor de vinhos tintos
  • Os EUA fortalecem a sua posição como primeiro mercado mundial na aquisição de vinhos em 2011
  • Os 3 segmentos mais dinâmicos são os efervescentes, os rosés e os vinhos premium
  • Itália é o principal exportador mundial em termos de volume
  • França é o maior exportador mundial em valor

São números e tendências que apelam primariamente ao otimismo, sobretudo porque conhecemos a fiabilidade deste estudo recorrente que se baseia, entre outros parâmetros, numa base de dados criada em 1971.

bio-image
Nota